29 de junho de 2022 - 04:29

Agronegócios

17/06/2022 08:07

Mato Grosso produz 73,50% do algodão brasileiro, segundo a Conab

A macroprodução da cotonicultura é escoada in natura por falta de fiação e tecelagem nos municípios

Mato Grosso produzirá 73,50% do algodão nacional em caroço, neste ano.

Esse é o principal destaque do 9º Levantamento da safra 2021/22, divulgado na quinta-feira (9), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), empresa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Apesar dessa macroprodução, não há indústria de fiação e tecelagem instalada em nenhum dos 141 municípios mato-grossenses.

A área nacional cultivada com algodão é de 1,60 milhão de hectares (mi/ha) e supera em 16,8% o ano agrícola anterior, que foi de 1,37 mi/ha.

A produtividade prevista saltará de 4.230 kg/ha para 4.319 kg/ha com modesto crescimento de 2,21%.

A produção do país será de 6.914,8 mil/t, superando a anterior, de 5.798 mil/t.

Em Mato Grosso, a área da cotonicultura sobe de 961,3 mil/ha, para 1,14 mi/ha, com aumento percentual de 18,6%.

A produtividade passa de 4.103 kg/ha para 4.247, com crescimento de 3,5%.

A produção dispara de 4.170,5 mil/t para 5.069,1 mil/t, o correspondente a um aumento de 21,5%.

A produtividade da pluma nacional esperada é de 1.759 kg/ha, superando em 2,2% a anterior, de 1.721.

A safra brasileira será de 2.815,4 mil/t, com desempenho 19,3% acima ao anterior, que foi de 2.359.

Em Mato Grosso, a produtividade da pluma prevista pela Conab é de 1.741 kg/ha, o que corresponde a 3,5% acima do que os 1.682 registrados no ano agrícola passado.

A produção estadual será de 1985,2 mil/t, ou 22,8% maior do que a anterior, de 1.617,1.

Mesmo liderando a produção nacional de algodão Mato Grosso, não tem indústria de fiação e tecelagem, mas, em Campo Verde, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Diamantino e em outros municípios, há descaroçadoras.

O algodão é um dos principais itens da pauta mato-grossense de exportação.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), no primeiro bimestre deste ano, as exportações de algodão de Mato Grosso alcançaram US$ 520 milhões (FOB), ficando em segundo lugar no ranking da balança comercial, que é liderado pela soja, com US$ 1,8 bilhão (FOB) no período.

ESTADOS

O segundo produtor nacional de algodão em pluma é a Bahia, com 577,9 mil/t, seguida por Goiás com 49,2 mil/t, Minas Gerais com 46,4 mil/t, Mato Grosso do Sul com 42 mil/t, e São Paulo com 13,4 mil/t.


Copyright  - MT HOJE  - Todos os direitos reservados