29 de junho de 2022 - 04:57

Educação

24/04/2022 08:19

Secretária de Educação vistoria área onde será construída a nova sede da antiga EMEB Augusto Mário Vieira

A nova unidade será transformada em um Centro de Educação Infantil Cuiabano – CEIC com capacidade para atender 240 crianças de 4 e 5 anos

A secretária Municipal de Educação, Edilene de Souza Machado, realizou, nesta semana, uma visita técnica no local onde será construída mais uma unidade da rede pública municipal de Educação. O novo Centro de Educação Infantil Cuiabano (CEIC) Augusto Mário Vieira terá capacidade para atender 240 crianças, de 4 e 5 anos, faixa etária cuja demanda é grande na região.

Segundo a gestora a obra da nova unidade está prevista para começar no segundo semestre. A obra será realizada com recursos próprios do Município e de uma emenda parlamentar do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto. “As crianças vão receber um espaço novo, totalmente adequado ao processo ensino aprendizagem, no padrão das obras da Educação, da gestão Emanuel Pinheiro. No ano que vem, as crianças irão iniciar o ano letivo já na nova unidade”, garantiu a secretária Municipal de Educação, Edilene de Souza Machado.

Nélio Neves, líder comunitário do bairro Campo Verde da Esperança, agradeceu o Prefeito Emanuel Pinheiro. “Este é um sonho que está se tornando realidade para a comunidade. Só temos a agradecer”, disse ele.  

O diretor da unidade, Elias Alves de Oliveira falou sobre o anseio da comunidade em relação a obra e a expectativa para que com o novo prédio, o Município possa atender de forma mais adequada os estudantes. “Este é um anseio antigo da comunidade e, com a nova unidade, buscamos sempre a melhoria e o bem estar das nossas crianças e um ensino de qualidade”, disse o diretor.

Interdição

O antigo prédio da escola, localizado na Avenida Gonçalo Antunes de Barros, no bairro Jardim Campo Verde da Esperança, foi interditado pela Defesa Civil em 2019.

Desde então, estudantes, professores e profissionais estão instalados no prédio da EMEB José Luís Borges Garcia, sem prejuízo ao atendimento dos estudantes.

A opção por uma nova área para a construção da unidade foi técnica. O terreno atual apresenta um relevo muito desnivelado o que oneraria consideravelmente a promoção da acessibilidade, além disso, parte desse terreno ocupa uma área de preservação permanente e de nascentes, o que torna inviável a permanência da unidade escolar no local.

A construção de um novo prédio para atender a comunidade escolar será realizada em um novo terreno na mesma avenida, a cerca de 250 metros da antiga unidade. Os projetos já foram elaborados e os procedimentos para dar início à licitação estão em andamento. 


Copyright  - MT HOJE  - Todos os direitos reservados